Na moda tudo acaba voltando, as saias midi surgiram com o final da segunda guerra mundial, fazendo muito sucesso durante a década de 50. Com o passar do tempo e o comprimento das saias diminuindo dia após dia, ela acabou ficando esquecida na história, mas desde de o meio do ano passado elas tem aparecido de maneira tímida em algumas coleções das fast fashions e caindo novamente no gosto das gurias no mundo todo.

Apesar do comprimento ser o mesmo, existem vários modelos que vão conquistar o seu coração.

Saia Lápis

É um modelo que acompanha as curvas do corpo desde a cintura até abaixo do joelho, podendo torna-lá mais séria conforme o tecido ou estampa escolhida em sua confecção.

Sem título1

Saia Godê

Esse modelo tem a cintura marcada, ganhando volume no caimento, a tornando uma saia com ondas e rodada.

Sem título3

Saia de pregas

Provavelmente todas já tiveram aquela saia de pregas de uniforme de colégio, de banda, ou algo do tipo que não deixaram boas lembranças sobre esse tipo de saia, mas ela podem ser bem mais charmosas do que costumávamos acreditar quando mais novas. Com o comprimento midi e o tecido certo ela pode se tornar uma daquelas peças que você vai querer usar até para dormir. Em função das pregas, ela ganha um pouquinho de volume em relação à godê.

De pregas

Saia plissada

Tendo uma base semelhante a saia de pregas, as saias plissadas apresentam marcação no tecido em toda a sua extensão, dando um ar mais arrumadinho em qualquer look que for usada. Normalmente são confeccionadas em tecidos mais delicados, que possibilitem maior fluidez e permanência dos frisos criados nele.

Plissada

Para quem gosta de usar saias independente da estação, pode abusar das saias midi no inverno no combo: saia + meia calça + bota ou oxford.

Sem título5

Uma dica, não existe um tipo de roupa para cada tipo de corpo, use o que você se sentir bem usando, não existe regra para isso.